Condenados por corrupção não deveriam ser presos, acredita colunista da Folha

O colunista Hélio Schwartsman, da Folha de São Paulo, não apenas acha bom o ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva ter sido solto, como acredita que ele jamais deveria ter sido preso. Schwartsman esclarece que não acha que Lula seja inocente.

No artigo publicado nesta terça-feira (19), ele apontou que se a lei não inibiu Lula de receber presentes caros quando ocupava a Presidência da República, então é a lei que está errada. Ele acredita que a Justiça deveria ser capaz de identificar as situações.

“Não creio, porém, que a restrição da liberdade seja a pena adequada para casos de corrupção, lavagem de dinheiro, tráfico de influência ou qualquer outro crime cuja execução não envolva o uso ou a ameaça de violência”, escreveu.

Schwartsman afirma que a sua ideia é que corruptos, traficantes, estelionatários, etc, não deveriam ir para a cadeia e questiona o fato de as pessoas ficarem indignadas com essa menção.

“A sociedade não ganha nada encarcerando pessoas que não representem perigo físico a outros cidadãos. Mas, se a minha tese é verdadeira, como acho que é, por que tanta gente fica indignada à simples menção da ideia de que corruptos (e traficantes, estelionatários etc.) não devem ir para a cadeia?”, questionou.

Com argumentos fracos, ele conclui que apesar de parecerem fracas demais, é preciso buscar “soluções racionais”, dando a entender que essas soluções não incluem a punição pela restrição de liberdade, como prevê a Constituição.


Compartilhe!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se você encontrar algo de carater ofensivo, por favor denuncie.

Comentários (0)


Deixe um comentário